Ateliê ao ar livre: impressionistas na Normandia

atelier3

Paris continua surpreendente. Saindo das hordas de turistas — com ou sem crise, há brasileiros por todas as partes! — é que estão os verdadeiros tesouros. O pequeno Musée Jacquemart-André apresenta, até 25 de julho, uma exposição que mostra a saída dos mestres impressionistas de seus ateliês, em meados do século 19.

Foi a partir da metade do século 19 que os vanguardistas Turner, Boudin, Monet, Renoir, Gauguin, Pissarro, Caillebotte e Signac começaram a sair de seus ateliês para retratar imagens cotidianas à céu aberto. Das falésias do Étretat à Catedral de Rouen, as paisagens reproduzidas com pinceladas curtas e desfocadas estão reunidas no Jacquemart-André Musée, em Paris. Contextualizadas com vídeos do início do século XX coloridos à posteriori, as imagens reproduzem o cotidiano típico da Normandia. A exposição tem como objetivo justificar a região como berço do movimento impressionista. Segundo os curadores, o fato de estar geograficamente localizada entre as então capitas artísticas da época (Londres e Paris) é a primeira explicação para tanto. O florescer da moda praia, importada da Inglaterra, mudou a relação das pessoas com o mar a partir de 1820. E a variação natural das cores e nuances do céu da região, de acordo com a época do ano, é inspiradora para a reprodução de matizes nas telas. A mesma paisagem muda de figura com o passar dos meses. Somadas à facilidade de acesso — as primeiras linhas de trem implementadas na França ligavam justamente a capital à costa da Normandia —, estas são algumas das características que fazem da região o local ideal para o florescer do movimento artístico.

Atelier en Plein Air
Musée Jacquemart-André
158 boulevard Haussmann – 75008 Paris +33.1.45.62.11.59
Email: message@musee-jacquemart-andre.com
Reservas para grupos: +33.1.45.62.39.94
Email: groupes@musee-jacquemart-andre.com

Comentários

Fale conosco pelo telefone (11) 2925 2901 ou Clique Aqui