Das Águas Caídas do Céu

waterfall-olafur-eliasson-versailles-installation-art-france-anders-sune-berg_dezeen_1568_3

Palácio de Versalhes recebe exposição de artista islandês
que conta com uma queda d’água que parece
surgir do meio do nada

Componente de uma exposição que propõe alterar as silhuetas do Palácio de Versalhes, a queda d’água do Grand Canal é com certeza a mais impactante. A estrutura amarela é escondida pela corrente de água e as nuvens adjacentes, fazendo com que a queda tenha sua origem incerta, parecendo ter aparecido do nada. O artista islandês Olafur Eliasson é conhecido por seus trabalhos grandiosos que conseguem alterar toda atmosfera explorando a luz, profundidade e sensações.

A exposição, sediada no palácio do fim do século XVII, conta com três intervenções ao ar livre, uma delas sendo a queda d’agua (capa) e outra a Fog Assembly, que envolve os visitantes em neblina. Dentro do palácio, espelhos brincam com a luz, formando obras como o Solar Compression, que manipula a luminosidade formando uma moldura brilhante nos espelhos.

▲ Fotos por Anders Sune Berg

Comentários

Fale conosco pelo telefone (11) 2925 2901 ou Clique Aqui